Ábaco: mais que uma calculadora

Ábaco (Use o ábaco on line! Clique aqui.)

O Ábaco é um instrumento utilizado na china há pelo menos 2.500 anos, com o nome de SUAN-PAN. Há mais ou menos 400 anos os japoneses levaram o ábaco para o Japão, onde desenvolveram uma versão mais moderna e mantiveram o mesmo nome em ideogramas dado pelos chineses, o que originou o nome SOROBAN.

Além dos ábacos chineses e japoneses, modernos e antigos, existem outros, tais como o romano (abacus), o grego (abax), azteca (nepohualtzitzin), russo (stchoty) e outros.

No início eram apenas registradas as operações de adição e subtração, posteriormente foram desenvolvidas técnicas para a multiplicação e divisão. Atualmente já são conhecidas técnicas para a extração da raiz quadrada e cúbica, trabalhos com horas, minutos e segundos e também conversão de pesos e medidas. No ábaco podemos operar com números inteiros, decimais e negativos com rapidez e perfeição.

No Japão ele tem fortes raízes culturais, onde fez parte do ensino obrigatório por mais de sessenta anos. Hoje, quase todas as escolas ministram aulas de ábaco em cursos extracurriculares. Há também mais de duzentas associações organizadas e que disputam acirradamente campeonatos locais, nacionais e internacionais, produzindo verdadeiros campeões e ídolos.

Ábaco Escolar

Em todo o mundo, os ábacos têm sido utilizados na educação infantil e na educação básica como uma ajuda ao ensino do sistema numérico e da aritmética. Nos países ocidentais, uma tábua com bolas similar ao ábaco russo mas com fios mais direitos e um plano vertical tem sido comum.

O tipo de ábaco aqui mostrado é vulgarmene utilizado para representar números sem o uso do lugar da ordem dos números. Cada bola e cada fio tem exactamente o mesmo valor e, utilizado desta maneira, pode ser utilizado para representar números acima de 100.

A vantagem educacional mais significante em utilizar um ábaco, ao invés de bolas ou outro material de contagem, quando se pratica a contagem ou a adição simples, é que isso dá aos estudantes uma ideia dos grupos de 10 que são a base do nosso sistema numérico. Mesmo que os adultos tomem esta base de 10 como garantida, é na realidade difícil de aprender. Muitas crianças de 6 anos conseguem contar até 100 de seguida com somente uma pequena consciência dos padrões envolvidos.


Usos pelos deficientes visuais

Um ábaco adaptado, inventado por Helen Keller e chamado de Cranmer, é ainda utilizado por deficientes visuais. Um pedaço de fabrico suave ou borracha é colocado detrás das bolas para não moverem inadvertidamente. Isto mantém as bolas no sítio quando os utilizadores as sentem ou manipulam. Elas utilizam um ábaco para fazer as funções matemáticas multiplicação, divisão, adição, subtracção, raíz quadrada e raíz cúbica.

Embora alunos deficientes visuais tenham beneficiado de calculadoras falantes, o uso do ábaco é ainda ensinado a estes alunos em idades mais novas, tanto em escolas públicas como em escolas privadas de ensino especial. O ábaco ensina competências matemáticas que nunca poderão ser substituídas por uma calculadora falante e é uma ferramenta de ensino inportante para estudantes deficientes visuais. Os estudantes deficientes visuais também completam trabalhos de matemática utilizando um escritor de Braille e de código Nemeth (uma espécie de código Braille para a matemática), mas as multplicações largas e as divisões podem ser longas e difíceis. O ábaco dá a estudantes deficientes visuais e visualmente limitados uma ferramenta para resolver problemas matemáticos que iguala a velocidade dos seus colegas sem problemas visuais utilizando papel e lápis. Muitas pessoas acham esta uma máquina útil durante a sua vida.


Curiosidades

Foi mostrado que alunos chineses conseguem fazer contas complexas com um ábaco, mais rapidamente do que um ocidental equipado com uma moderna calculadora electrônica. Embora a calculadora apresente a resposta quase instantaneamente.

 


3.585 Respostas para “Ábaco: mais que uma calculadora”

  1. Instrumento indispensável no ensino de Matemática. Parabéns à equipe de Matemática do Colégio Studium que tem incentivado os alunos a utilizarem o Ábaco, principalmente o 6º ano.
    Parabéns Paulo, pelo belo artigo!

  2. o abaco e muito importante pra o ensino das pessoas hoje em dia criaças de 6,7 saben mexer com abaco eu naum sei mas quero aprender

  3. boa noite!Como fazemos para fazer multiplicações no ábaco?
    Modelo do ábaco o 1° (esse coloridinho)

  4. O abaco é muito mais que uma calculadora é uma arte para a matemática

Deixe uma Resposta

*